sábado, 29 de janeiro de 2011

RESUMIDAS IMPRESSÔES: Digo e Não Peço Segredo, Patativa do Assaré







Por Fernanda Matos

Antônio Patativa do Assaré,
Da Serra de Santana,
"Digo e não peço segredo", ele é
Poeta, Compositor, Improvisador com dom e gana.

Nem imagino como tenha sido
Sua infância pobre-rica do sertão,
Roçando a terra, na seca e nas chuvas: seu grande livro lido,
Escrevendo matuto e erudito, versos de memória, rimas do coração.

Homem simples e profundo com certeza,
Dele faço muito gosto de aprender,
um: "criança não peca", tudo dela é bela e crente pureza...
etc: na vida tudo é "espinho e fulô", dor e prazer...

Patativa homem humano que humaniza
objetos, cenários, pensamentos e sentimentos,
dando a todos nome, voz e histórias, que realiza,
eternos, políticos, tristes e alegres divertimentos...

Eu o lendo, às vezes, muito rápido e superficial,
Julguei o tal Antônio Patativa de arrogante amadurecimento,
Mas na releitura da vida aprendi que ele é assim natural,
Consciente e defensor do que é seu, sempre quis só reconhecimento.

Se ainda vivo estivesse
E eu em sua morada adentrar pudesse,
Perguntativa, falaria: - Patativa,
Como te descobriram? Como te divulgaram? Como faço eu?

Como faço eu, para me reconhecerem? Eu que não vim do sertão,
Mas que sou poeta de intenção e profissão,
neta também de poeta, popular, desconhecido Lobivar, lá do pantantal...
eu que já fui do Rio litoral e hoje sou do Planalto Central?

2 comentários:

Taddeu Vargas disse...

Que saudades daqui! Parabéns pelo blog que continua lindo e interessante. Abraço forte e um belo findi.

Fernanda Matos disse...

Tadeu,muito obrigada por usa visita, volto aos poucos ao ritmo do blogar... Bom te ver!